Queda de popularidade do governo e CPI da Petrobras dão força ao ‘volta Lula’?

Além das críticas ao suposto voluntarismo de Dilma, petistas reclamam da comunicação do governo. Parlamentares do PT e da base aliada culpam a própria presidente pela criação da CPI da Petrobras, devido à nota divulgada pelo Palácio do Planalto afirmando que ela apoiou a compra da refinaria de Pasadena baseada em “documentação falha” e “informações incompletas”. O caso da Petrobras envolve funcionários da empresa e pode chegar até a mesma Presidenta.

A CPI da Petrobras justo no ano eleitoral é negativo para o PT que soma mais um caso de corrupção neste governo, mas também vale a pena dizer que os casos de corrupção do PSDB em Minas Gerais e São Paulo, ainda não foram julgados, o que indica que a justiça tem preferência por julgar a políticos populares da base aliado ao PT que por políticos que são parceiros do setor privado e dos negócios corporativos.

A última pesquisa CNI_IBOPE da uma queda de imagem da Dilma e preocupa aos políticos da base aliada já que a queda é no mesmo ano das eleições eleitorais no País. Alguns deles estão pensando na alternativa de que o candidato seja o Lula.

lula_dilma4

 

Os resultados da Copa do Mundo da FIFA e as alianças políticas que podem surgir nos próximos meses serão decisivos para o resultado das próximas eleições presidenciais em outubro deste ano.

O tratamento do Código Florestal e caso de corrupção conhecido como ” o mensalão ” foram fatos negativos para o PT, porque vários aliados votaram contra o PT e o governo perdeu parte da base política. Também os protestos que ocorreram durante a Copa das Confederações no ano passado pelo alto custo de construção dos estádios para a Copa do Mundo de 2014 coincidiu com um outro fator chave, o aumento das tarifas de transportes públicos em alguns estados brasileiros, fizeram cair a imagem do Governo.

A reserva de petróleo do pré- Sal localizada perto das costas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, é outra fonte de conflito para o governo com seus aliados. A distribuição de royalties para os Estados ribeirinhos da reserva, foram cortados e direcionados para a União. Este fato tem como consequência o ferimento das finanças estaduais destes Estados, e ademais gerou tensões políticas entre os governadores estaduais e o governo federal.

Neste contexto a vitória de Dilma em outubro está em risco. O desenvolvimento e os resultados da Copa do Mundo, podem ser um impulso para o PT ou um fardo difícil de superar no caso de que a organização seja péssima e o Brasil fique fora da Copa antes da final.

Todas estas questões que vão se-desenvolver no percurso deste ano vão ser fundamentais para o resultado eleitoral e o futuro do Brasil nos próximos anos, oxalá seja para bem do povo brasileiro que tanto sofrimento levou com os Governos de direita e que merece ter maiores oportunidades de emprego, uma educação digna e igualdade de tratamento ante a justiça, com um sistema de saúde acorde de um País que tem a sexta economia do Mundo.